Suspeitos são presos com 25 mostruários de semijoias roubados em Rondonópolis

Fonte: Reportagem Primeira Hora

Publicado em: 11/08/2017 às 07:37


Foto: Divulgação PJC Mostruários de semijoias recuperados pela Derf

Um rapaz de 25 anos e uma jovem, também de 25 anos, foram presos pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), de Rondonópolis (MT), acusados de participação em um assalto contra um vendedor de semijoias ocorrido no dia 8 deste mês, no Jardim Liberdade. A mulher era revendedora da vítima e a atraiu até o local do crime.


Segundo a Derf, o vendedor, de 24 anos, disse que foi até a casa da revendedora para acertar a venda de algumas peças, quando dois indivíduos entraram na residência. Um deles vestindo uniforme dos Correios e, ambos com capacetes, viseiras e armados, subtraíram os mostruários e uma caminhonete Amarok da vítima e todos foram deixados amarrados.


As peças foram recuperadas no mesmo bairro da ocorrência, durante diligências dos investigadores, na quarta-feira (9). Os policiais chegaram até o suspeito, que nervoso entrou em contradições e alegou ter achado na rua uma bolsa preta com algumas semijoias dentro.


Os investigadores apresentaram as peças ao vendedor, que, prontamente, reconheceu como sendo dele as semijoias. Na residência do rapaz, os policiais encontraram outras peças do mostruário, além de um uniforme de carteiro que teria sido usado durante o assalto.


Após a prisão do acusado, os policiais descobriram que a revendedora tinha participação no roubo. Ela atraiu a vítima até a casa dela e passou as informações, em troca do de R$ 1 mil. “Num primeiro momento ela estava como vítima, mas descobrimos que foi ela quem atraiu à vítima para o local do roubo”, disse o delegado Gustavo Belão.


As investigações prosseguem para identificação do comparsa. A caminhonete foi recuperada horas após o roubo. 


A ação contou com apoio com policiais da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa.
 







* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!